Pensa em criar ou utilizar algum Marketplace de Airsoft e Armas de Pressão? Nossa empresa é a única do Brasil que possui experiência suficiente para auxiliá-lo na elaboração de marketplace e/ou sites de classificados de airsoft e armas de pressão. 

Marketplace ou Site de Classificados

Os Marketplaces de nichos vem crescendo cada dia mais no mundo todo e no Brasil não é diferente. Ë uma ótima oportunidade para agrupar vendedores e clientes de um segmento e no Airsoft não é diferente.

Existem diversos marketplaces em todo mundo, seja ele geral, que inclui diversas categorias e produtos, como o Mercado Livre, eBay, Aliexpress, Craigslist e Amazon ou aqueles de nicho, específicos para um tipo de produto ou público, como a WebMotors (Carros e veículos), Elo7 (Artesanato), Enjoei (Moda) e Mercado Aventura (Esportes).

Tipos de Marketplace

Um marketplace pode ser montado de diversas formas e com diferentes finalidades, seja para reunir empresas ou clientes.

Estamos rodeados de marketplaces e muitas vezes nem percebemos. A propagação da internet, evolução da tecnologia auxiliou na propagação da era conectada, criando oportunidades amplas no mercado de nicho, oferecendo soluções eficientes para conectar empresas, clientes, fabricantes, distribuidores e prestadores de serviço.

Existem vários ótimos exemplos de marketplace, que podem ser utilizados para facilitar a venda de produtos usados, itens de micro produtores e até serviços.

Quando falamos em marketplace pensamos rapidamente em gigantes da internet, como a Amazon e Mercado Livre, mas não para por aí. No mundo a fora temos diversos eCommerces que reúnem diversos vendedores, como o grupo Alibaba, da China, maior grupo de loja virtual do mundo, que possui empresas como Aliexpress (B2C), Alibaba (B2B) e Taobao (B2B e B2C).

Marketplaces de Serviços

Mas não podemos limitar um marketplace pela venda de produtos. Marketplaces de serviços estão cada dia mais presentes e acabam causando uma grande polêmica em alguns lugares. É o caso do Uber ou Cabify (recentemente fundido com a Easy Taxi no Brasil), um marketplace de caronas ou motoristas particulares, que os conecta com clientes. Os aplicativos EasyTaxi, 99 Taxi e vários outros também são um marketplace de taxistas.

Ainda existem vários outros marketplaces de serviço, como o  Airbnb, que oferece imóveis para temporada no modelo C2C. Nesse modelo, a pessoa aluga seu imóvel por um determinado tempo para interessados numa alternativa aos hotéis. Recentemente o Airbnb incluir em seu modelo de negócio o anúncios de outros serviços além de apartamentos, como pacotes de turismo, passeios, lazer, alimentação e outros, se tornando uma plataforma completa para pessoas que busquem, além de estadia, atividades locais na cidade que irá se hospedar.

Mas falando em hotéis, também há diversos outros sites. O Booking, Hoteis.com e Trivago são sites que reúnem hotéis. Num modelo B2C ou sites como Decolar e Submarino viagens reúnem não só hotéis, mas pacotes de viagem, passagens e muitos outros serviços dessa área.

De forma geral, é plausível afirmar que um marketplace é toda plataforma, sistema, site ou aplicativo que conecta diferentes vendedores aos seus clientes.

Marketplace B2C

É um marketplace que conecta vendedores lojistas e empresas (B=Business – Empresas) e Comprador final (C=Consumer – Compradores/Consumidores). É o modelo mais utilizado atualmente. Esse modelo é facilmente encontrado em conjunto com os marketplaces C2C, que vemos logo abaixo.

Quase todos os marketplaces do mundo aplicam essa modalidade, já que mesmo empresas como o Mercado Livre e Amazon acabam reunindo uma quantidade muito grande de produtos novos oferecidos por lojas, que vendem seus produtos ao consumidor final.

Muitos outros marketplaces também trabalham no modelo B2C combinado com comércio direto, isso é, sem a intermediação de outras empresas. Exemplo disso são os sites Walmart, Americanas, Ponto Frio, Magazine Luiza, Ricardo Eletro, entre outros que, além de comercializarem produtos próprios deles (são armazenados e faturados pela própria empresa), também reúnem outras empresas terceiras afim de aumentar o portfólio de produtos.

Esses produtos que são colocados por terceiros ficam armazenados e são faturados na loja de origem, não pelo site que anuncia.

Há também os marketplaces que trabalham exclusivamente com a intermediação de outras lojas, como o Mercado Aventura, que não possui produtos próprio e tampouco permite que pessoas físicas vendam nele, apenas empresas verificados.

Marketplace B2C
Modelo simplificado de Marketplace B2C

 

QUERO MONTAR UM MARKETPLACE B2C

 

Marketplace C2C – Site de Classificado

O modelo de marketplace C2C é aquele que reúne Consumidores com Consumidores (C=Consumer – Consumidores). De forma geral, é aquele site que conhecemos como Classificados online, onde todo usuário do site pode ser um comprador e vendedor, isso é, são pessoas físicas que anunciam produtos novos ou usados diretamente à outras pessoas.

Esse modelo foi introduzido no Brasil pelo Mercado Livre, mas o pioneiro foi o eBay, site de classificados americano. Atualmente possuem uma parceria de divisão territorial, evitando concorrência.

O melhor exemplo de Marketplace C2C hoje em dia é o Enjoei e Elo7, que apesar de ter algumas empresas anunciantes, acaba reunindo boa parte, mas não exclusivamente, de produtos usados.

Como falamos anteriormente, muitos marketplaces combinam o modelo B2C e C2C, como o MercadoLivre, Amazon, WebMotors.

Muitos eCommerces acabaram transformando seu modelo de negócio de Loja Virtual próprio em marketplace B2C, já outros mudaram de C2C para B2C.

Modelo simplificado de Marketplace C2C ou Site de Classificados

 

QUERO MONTAR UM MARKETPLACE C2C

 

Marketplace B2B

Existe também o modelo de Marktpelace B2B (B=Business – Empresas), isso é, aqueles sites que reúnem empresas que queiram vender para outras empresas, geralmente no atacado.

O melhor exemplo disso é o Alibaba, maior eCommerce do mundo e criado da forma de Trade global para conectar lojas e compradores de todo o mundo com fábricas e distribuidores.

Modelo simplificado de Marketplace B2B

 

QUERO MONTAR UM MARKETPLACE B2B

 

Montar um Marketplace

Existem inúmeros desafios para montar um marketplace, mas sem dúvida a carência de tecnologia é uma delas, principalmente quando existem peculiaridades no projeto.

Para montar qualquer tipo de marketplace é importante pensarmos no macro e micro projeto. Qual será seu público, segmento de atuação, estratégias de captação, custos de comissão e qual modelo quer seguir (B2C, C2C, etc).

Marketplace de Armas de Pressão

Quando falamos em um marketplace ou site de classificados voltado para Airsoft ou Armas de Pressão (Chumbinho, Airgun, Paintball, etc), há alguns fatores que dificultam, mas nada que inviabilize o projeto, como aspectos legais, registro no exército e outros.

A portaria que regulamenta o comércio de armas de pressão no Brasil é a R-105 do Comando Logístico do Exército Brasileiro e suas portarias complementares.

Apesar da legislação ter ficado mais simples para compradores finais (Pessoa Física), a portaria nº 56 da Colog de 2017 não deixa claro se TODAS as empresas que atuam no ramo de armas de pressão precisam ou não de CR, ou são somente aquelas empresas que importam, compram e vendem produtos controlados.

Sendo assim, é indicado que um marketplace de airsoft, mesmo que não possua produtos próprios, tenham CR para intermediar e divulgar suas vendas. Mas não se preocupe, nossa equipe de consultoria auxilia nessas questões.

Independente do projeto, um marketplace obrigatoriamente precisa de duas coisas: Vendedores e Clientes.

Não existe cliente se não houve produtos e não haverá produtos se não houver clientes. As pessoas buscam vender em canais estratégicos e que traga resultado, então seu plano de negócio dependerá da estratégia utilizada para captação de vendedores.

O que precisa para montar um site de classificados?

  • Plataforma:

A plataforma é responsável pelas funcionalidades do seu sistema. É o Backend, isso é, tudo que está por trás do site que vendo quando navegamos. É lá que você administra e armazena informações como pedidos, usuários, mensagens, produtos, etc.

A plataforma é um dos itens mais caros e difíceis num marketplace. Apesar de existir alguns Plugins e ferramentas prontas, precisa tomar cuidado para não pegar algo que não irá te atender ou que seja extremamente pesado (requer mais servidor), caro e de difícil manutenção.

A plataforma ainda é responsável pelas integrações com ferramentas de marketing, e-mails e Hub com outras plataformas.

*** Nem sempre o desenvolvimento de uma plataforma própria será uma boa estratégia. Verifique TODAS as opções disponíveis no mercado.

  • Frontend – Site:

O Front-end é o site que vemos quando navegamos. Arriscamos dizer que não é o item mais importante, mas ele depende muito das suas funcionalidades do Backend.
O site é o HTML, Layout e tudo aquilo que os usuários irão ver, por isso ele precisa ser amigável, rápido, responsivo e extremamente intuitivo.

Ele deverá ser personalizado de acordo com seu modelo de negócio.

  • Marketing:

Engrenagem importante para ganhar dinheiro, mas um grande desafio, principalmente para lojas de airsoft.
A estratégia de marketing deve ser montada de acordo com seu modelo e capacidade de marketplace e seu orçamento deve estar bem alinhado com sua capacidade de faturamento ou investimento disponível.

  • Comissão sobre a venda:

Essa é uma das partes mais delicadas e ela deve estar em total sintonia com seu plano de negócio.

A comissão deve ser superior aos seus gastos, mas ela depende muito do seu potencial de alcance. O valor cobrado por comissão e/ou anúncios devem ser definidos com cautela e com uma boa análise do mercado.

  • Meios de pagamento:

Existem fatores limitantes nessa questão. Você receberá 100% do valor e depois fazer o repasse? Irá utilizar uma carteira virtual? Fará o split de pagamento automático?

Não basta encontrar um meio de pagamento que ofereça boas taxas, é necessário verificar a compatibilidade com seu modelo de negócio e algumas funcionalidades do meio de pagamento (taxa de aprovação, chargeback, saque, antifraude, etc).

  • Atendimento ao cliente:

Um marketplace pode ter diferentes estratégias de atendimento. Pode ser repassado 100% ao cliente, pode assumir todo o SAC ou dividir os atendimentos de acordo com seu modelo.

O Mercado Livre adota uma postura de atendimento 100% do usuário vendedor. Ele é responsável por tirar dúvidas, informar rastreio, NF, problemas, devoluções, etc. Essa estratégia pode ser muito bem ou muito mal aplicada.

Outras empresas centralizam o atendimento e repassam aos lojistas apenas aquilo que fuja de sua autonomia.


E por último mas também o mais importante, é a definição do seu modelo de negócio. Pensar e escrever o que você quer ser e como fará isso, para que todos os itens acima estejam de acordo com seu objetivo.

Quais as vantagens em vender em Marketplace?

Esse é um questionamento muito comum entre as lojas que se perguntam “porque colocar meus produtos em outro site”. A resposta na verdade é bem simples e explicaremos porque.

  • Quanto mais visibilidade do seu produto, maior a chance de vender.

Um e-commerce requer diversos itens para vender e muitos deles custam caro, mas que num marketplace acaba sendo diluido entre várias empresas anunciantes, potencializando a venda e diminuindo os custos.

Custos de um eCommerce

  • Marketing
  • Plataforma
  • Atendimento
  • Gateway de pagamento
  • Domínio
  • Logística
  • Armazenagem
  • Chargeback
  • Antifraude
  • Outros

Os custos de cada item acima varia de acordo com a negociação, aporte e modelo de cada eCommerce, que podem ser economizados ao realizar a venda pelo marketplace que, de forma geral, acabam assumindo diversos custos da operação.

  • Atendimento
  • Marketing
  • Gateway de pagamento
  • Chargeback
  • Antifraude

Custos de Marketplace x E-commerce

Vamos imaginar um cenário onde seus custos de operação de eCommerce sejam as seguintes:

  • Marketing – ROI de 15 (Retorno sobre Investimento)
  • Gateway de pagamento – 13% para 12x sem juros
  • Chargeback – 0,5% sobre o faturamento.
  • Antifraude – Incluso no Gateway

A conta do ROI de 15 é simples: Você gasta R$10.000,00 (Dez mil reais) em marketing para faturar BRUTO R$150.000,00 (cento e cinquenta mil reais).

Então para faturar R$150.000,00 você gastou:

  • R$10.000,00 em Marketing
  • R$750,00 de Chargeback
  • R$12.000,00 em meios de pagamento (usando uma estimativa de 80% no cartão, 30% em 12x sem juros e o restante com parcelamentos variados).

* Sem contar os demais gastos (embalagem, logística, gastos fixos, etc)

Seu gasto foi de R$22.750,00 – 15,76%. Se um marketplace te cobra 15% sobre a venda, você ainda fica no lucro 0,76% em relação à venda no seu próprio site, sem levar em conta o tempo de atendimento que acaba sendo terceirizado pelo marketplace.

Outras vantagens de trabalhar com marketplace

  • Credibilidade da marca: Muitas vezes os usuários se sentem confortáveis comprando no marketplace, já que conhecem e confiam no site;
  • Branding: A exposição dos seus produtos no marketplace acaba direcionando tráfego para seu site. As pessoas começam a conhecer sua marca, mesmo que de forma mais lenta;
  • Segurança: Os marketplaces oferecem sistemas de segurança aos clientes, bloqueando o pagamento até que o produto seja entregue;
  • Maior visibilidade dos produtos: Você tem maior chance de vender se seus produtos estão em mais sites. Aumenta sua chance de ser encontrado.
  • Atendimento: A maioria dos marketplaces realizam o atendimento e você só se preocupa em gerenciar seu estoque, faturar e enviar os produtos.

De forma geral é seguro dizer que os marketplaces vieram pra chegar e que são eficientes na propagação de produtos e serviços de empresas terceiras e a tendência é ter uma rede comercial gigante e global, onde praticamente todo site tenha todos os produtos de todo mundo. Será?

Marketplace de Airsoft e Armas de pressão

Existem alguns sites de classificados e marketplace que trabalham com armas de pressão (airgun e airsoft), mas o Mercado Aventura é uma empresa pioneira nessa área.

Foi o primeiro marketplace do Brasil a trabalhar com armas de pressão e reúne mais de 60 lojas de todo o Brasil, oferecendo um amplo catálogo e total proteção aos seus clientes.

Caso você já seja um lojista e procura uma plataforma para anunciar e vender seus produtos de airsoft ou armas de chumbinho, sem dúvida o Mercado Aventura pode ajudá-lo. Acesse o link https://www.mercadoaventura.com.br/institucional/marketplace e saiba mais como funciona.